Josemaría Escrivá Obras
340

A lealdade tem como conseqüências a segurança de andar por um caminho reto, sem instabilidades nem perturbações; e a de firmar-se nesta certeza: que existem o bom senso e a felicidade. - Vê se isso se cumpre na tua vida de cada instante.


341

Confiavas-me que Deus, em certos momentos, te enche de luz; em outros não. Recordei-te, com firmeza, que o Senhor é sempre infinitamente bom. Por isso, para continuares em frente, bastam-te esses tempos luminosos; se bem que os outros também te são proveitosos, para te fazeres mais fiel.


342

Sal da terra - Nosso Senhor disse que os seus discípulos - tu e eu também - são sal da terra: para imunizar, para evitar a corrupção, para temperar o mundo. - Mas também acrescentou "quod si sal evanuerit..." - que se o sal perde o seu sabor, será lançado fora e pisado pelos homens... - Agora, perante muitos acontecimentos que lamentamos, vais compreendendo o que antes não compreendias?


343

Faz-me tremer aquela passagem da segunda epístola a Timóteo, quando o Apóstolo se dói de que Demas tenha fugido para Tessalônica, atrás dos encantos deste mundo... Por uma bagatela, e por medo das perseguições, atraiçoou a tarefa divina um homem que São Paulo cita, em outras epístolas, entre os santos. Faz-me tremer, conhecendo a minha pequenez; e leva-me a exigir de mim fidelidade ao Senhor até nos fatos que podem parecer indiferentes, porque, se não me servem para unir-me mais a Ele, não os quero!


344

Para tantos momentos da história, que o diabo se encarrega de repetir, parece-me uma consideração muito acertada aquela que me escrevias sobre lealdade: “Trago o dia todo, no coração, na cabeça, nos lábios, uma jaculatória: Roma!”


345

Uma grande descoberta! Uma coisa que só entendias muito pela metade, tornou-se claríssima para ti quando tiveste que explicá-la a outros. Tiveste que falar muito devagar com um que estava desanimado porque se sentia ineficaz e não queria ser um peso para ninguém... Então compreendeste melhor que nunca por que te falo constantemente de sermos burrinhos de nora: fiéis, com viseiras muito grandes para não olharmos nem saborearmos pessoalmente os resultados - as flores, os frutos, a louçania da horta -, bem certos da eficácia da nossa fidelidade.


346

A lealdade exige fome de formação, porque - movido por um amor sincero - não desejas correr o risco de difundir ou defender, por ignorância, critérios que estão muito longe de corresponderem à verdade.


347

“Quereria - escreves-me - que a minha lealdade e a minha perseverança fossem tão sólidas e tão eternas, e o meu serviço tão vigilante e amoroso, que o Senhor pudesse alegrar-se comigo e eu fosse para si um pequeno descanso”. - E respondo-te: Deus te confirme no teu propósito para que sejamos ajuda e descanso para Ele.


348

É verdade que alguns que se entusiasmam, depois vão-se embora... Não te preocupes: são agulha de que Deus se serve para enfiar a linha. - Ah, e reza por eles!, porque talvez se possa conseguir que continuem empurrando outros.


349

Para ti, que vacilas, copio de uma carta: “De agora em diante, talvez continue a ser o mesmo instrumento inepto de sempre. Apesar disso, terá mudado o enfoque e a solução do problema da minha vida; porque há em mim um desejo, firme, de perseverança... até sempre!” - Nunca duvides de que Ele jamais falha.


350

A tua vida é serviço, mas sempre com uma lealdade sem brechas, sem condições: somente assim daremos o rendimento que o Senhor espera.


351

Nunca partilharei, nem no terreno ascético nem no jurídico, da idéia dos que pensam e vivem como se servir a Igreja equivalesse a empoleirar-se.


352

Dói-te ver que alguns têm a técnica de falar da Cruz de Cristo, unicamente para subir e conquistar posições... São os mesmos que não consideram limpo nada do que vêem, se não coincide com o seu critério. - Mais uma razão para que perseveres na retidão de tuas intenções, e para que peças ao Mestre que te conceda a força de repetir: "Non mea voluntas, sed tua fiat" - Senhor, que eu cumpra com amor a tua Vontade Santa!


353

Tens de crescer de dia para dia em lealdade à Igreja, ao Papa, à Santa Sé... Com um amor cada vez mais teológico!


354

Tens uma grande ânsia de amar a Igreja: tanto maior, quanto mais se agitam os que pretendem desfeá-la. Parece-me muito lógico: porque a Igreja é tua Mãe.


355

Os que não querem entender que a fé exige serviço à Igreja e às almas, cedo ou tarde invertem os termos, e acabam por servir-se da Igreja e das almas, para os seus fins pessoais.


356

Oxalá não caias nunca, no erro de identificar o Corpo Místico de Cristo com uma atitude determinada, pessoal ou pública, de qualquer dos seus membros. E oxalá não dês pé a que pessoas menos formadas caiam nesse erro. - Vê se não é importante a tua coerência, a tua lealdade!


357

Não te compreendo quando, ao falares de questões de moral e de fé, me dizes que és um católico independente... - Independente de quem? Essa falsa independência equivale a sair do caminho de Cristo.


358

Não cedas nunca na doutrina da Igreja - Quando se faz uma liga, o melhor metal é o que sai perdendo. Além disso, esse tesouro não é teu, e - como narra o Evangelho - o Dono pode pedir-te contas quando menos o esperas.


359

Concordo contigo em que há católicos, praticantes e mesmo piedosos aos olhos dos outros, e talvez sinceramente convictos, que servem ingenuamente os inimigos da Igreja... - Infiltrou-se em sua própria casa, com nomes diferentes mal aplicados - ecumenismos, pluralismos, democracia -, o pior adversário: a ignorância.


360

Ainda que pareça um paradoxo, não raro sucede que, aqueles que se chamam a si próprios filhos da Igreja, são precisamente os que maior confusão semeiam.


361

Estás cansado de lutar. Deu-te nojo esse ambiente, caracterizado pela falta de lealdade... Todos se lançam sobre aquele que caiu, para espezinhá-lo! Não sei por que te admiras. Aconteceu o mesmo com Jesus Cristo, mas Ele não recuou, porque tinha vindo salvar justamente os doentes e os que não O compreendiam.


362

Que os leais não atuem! - É o que querem os desleais.


363

Foge dos sectarismos, que se opõem a uma colaboração leal.


364

Não se pode promover a verdadeira unidade à base de abrir novas divisões... Muito menos quando os promotores aspiram a apoderar-se do comando, suplantando a autoridade legítima.


365

Ficaste muito pensativo quando me ouviste comentar: Quero ter o sangue de minha Mãe a Igreja; não o de Alexandre, nem o de Carlos Magno, nem o dos sete sábios da Grécia.


366

Perseverar é persistir no amor "per Ipsum et cum Ipso et in Ipso...", o que realmente podemos interpretar também assim: Ele!, comigo, por mim e em mim.


367

Pode acontecer que haja, entre os católicos, alguns com pouco espírito cristão; ou que dêem essa impressão aos que se relacionam com eles num momento determinado. Mas, se esta realidade te escandalizasse, darias mostras de conhecer pouco a miséria humana e... a tua própria miséria. Além disso, não é justo nem leal servir-se das fraquezas desses poucos, para difamar Cristo e a sua Igreja.


368

É verdade que nós, os filhos de Deus, não devemos servir ao Senhor para que nos vejam..., mas não nos há de importar que nos vejam, e muito menos podemos deixar de cumprir porque estão vendo!


369

Passaram-se vinte séculos, e a cena se repete todos os dias: continuam levando a julgamento, flagelando e crucificando o Mestre... E muitos católicos, com o seu comportamento e com as suas palavras, continuam gritando: Esse? Não o conheço! Desejaria ir por toda a parte, recordando confidencialmente a muitos que Deus é misericordioso, e que também é muito justo! Por isso afirmou claramente: “Também Eu não reconhecerei os que não me tiveram reconhecido diante dos homens”.


370

Sempre pensei que a falta de lealdade por respeitos humanos é desamor..., e ausência de personalidade.


371

Volta os teus olhos para a Virgem Maria e contempla como vive a virtude da lealdade. Quando Israel precisa dela, diz o Evangelho que vai "cum festinatione" com pressa alegre. Aprende!


Anterior Próximo